segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

MENSAGEM DA MINHA AFILHADA


Após o dia de São Valentim ter passado, hoje ao pensar em publicar aqui algo, encontrei por acaso, esta mensagem, no diário, da página de Hi5, da minha afilhada. Li e reli, atentamente e reparo que realmente, uma menina com 14 anos, talvez sinta bem no fundo, do seu peito a mensagem mais bonita que algum dia ela me transmitiu. Ao ler este pequeno testemunho, que não sei se foi escrito por ela ou não, concluí que por vezes na nossa vida e no nosso dia a dia, passamos sem querer, por cima das ideias dos nossos filhos, da maior parte da gente nova que conhecemos. E por vezes eles, apenas nos tentam transmitir pequenos alertas. Estas linhas emocionaram-me muito e pelo grande amor e carinho que lhe dedico, deixo aqui as palavrinhas que ela escolheu, para publicar na sua bonita página. Um beijo Patricia, a madrinha quer-te muito e tu sabes disso. Estou sempre aqui, para trocarmos aquelas grandes conversas que costumamos ter. Adoro-te minha linda. E tenho muito orgulho em ser tua madrinha.

Eis o que publicaste:

Porque por mais que as pessoas vivam, existem coisas que nunca vão entender….e por mais inexplicáveis que elas sejam…existe quem teime em arranjar motivos, desculpas…e até razões para que tal tenha acontecido…contudo, para quem já viveu um pouco mais…sabe que o amanha não se espera nem se prevê…que o passado é uma rampa de lançamento para um melhor futuro…e que o presente, é a surpresa do momento…momento esse em que tudo pode começar com um sorriso …e do nada acabar devido a esse mesmo sorriso…por isso não penses muito…sê tu e sê inteiro em tudo o que fazes…e se por mais que te empenhes…a vida por vezes, parecer um turbilhão de confusões, ideias variadas, suspiros e angustias…diz um olá…á vida que se segue…não esperes sempre pelas janelas entreabertas…abre a tua porta…e liberta-te…

Se hoje choraste…e achaste em vão…fecha bem os olhos…porque se vires bem…quantos não são os momentos bons que deixaste de lado por capricho e por orgulho…sorri muito, mesmo que tudo isto te faça chorar…agarra-te a um mundo de lembranças que te preenchem a alma…e levanta o pé para o próximo degrau…

Se depois disto tudo…ainda sentes que foi injusto…abraça-te a ti próprio…e vê se te lembras quando um dia o fizeram por ti…e nessa altura achaste seres feliz…se hoje esse mesmo abraço não esta ai…é porque o abraço de amanhã e as palavras do depois e depois…iam ser mais penosas por mil razões …

Olha nos olhos da memória…e sente que foi bom…e continua a ser…pelo que te faz sorrir e sentir…

Se tudo o que te ocorre num momento é dizer não sei porque….não procures esse porque…não procures promessas…não procures segundas oportunidades e falsas esperanças…e decide gritar o mais alto que puderes porque ai, saberás que a escolha feita foi a melhor e que não vais errar…porque estas seguro do que sentes…

Não peças…a ninguém que escolha por ti…sê tu a fazer o teu mundo…faz as tuas próprias escolhas

Não durmas sobre assuntos que te magoam, não respires preocupações, não sigas por caminhos que sabes serem os errados… olha por baixo dos teus pés e certifica-te que pisas o chão e não as nuvens…respira o ar do que te rodeia e não da redoma que te protege…

Não deixes que os mesmo erros de ontem, te pressionem as escolhas de hoje…quem sabe amanhã, não serás a pessoa mais feliz do mundo e dizes…bem aqui vou eu de novo, neste escorrega diário da vida, quem sabe não será nessa mesma "esquina" da vida que serás de novo feliz, ou mesmo choraras de novo….

Orgulha-te do que és…

Sente que és especial hoje e sempre…

Prova que és muito…e só por seres como és e porque existes…

Se o fantasma da duvida…se valeu a pena…ainda existir…é porque afinal não viveste o mesmo de quem te teve ou de quem tiveste…e provavelmente é melhor assim…porque os caminhos cruzaram se no momento errado, na altura errada, e por mais que as pessoas valham a pena não será o momento de valerem a pena juntas!

E…

Porque sei…porque já senti…porque já vivi…já sorri…já chorei…porque sou…e sou especial…porque sou grande pelo pouco que dou…porque sim e porque existo…te digo eu te amo muito.

Um beijo cheio de carinho para todos os meus amigos que sempre me incentivaram a seguir com o meu barco em frente. O meu muito obrigado. Quanto a ti Pati, obrigado por esta mensagem, a madrinha adorou mesmo.
PAULITA.

3 comentários:

BELINHA disse...

PAULITA:

_#____#____________#___#
____#______#________###__###
___#______##############_#
___#________________#####__#
__#__boa noite adoro voçe________________________#
__#___________________________#
__#________beijinhos____________________#
__#______##____________##______#
__#_______##____________##_____#
__#_____________##_____________#
___#__________________________#
____#________________________#
_______#__________________#
______#__##_##########_#
_____#____#____#____#___#_#
____#____#______###______#_#
___#_____#________________#_#
____##_#################
________#________#________#
________#________#________#
_________######_#######

SUSY PEREIRA disse...

MINHA MÃE

Depois de 21 anos de casado, descobri uma nova maneira de manter viva a chama do amor. Há pouco tempo decidi sair com outra mulher. Na realidade foi idéia da minha esposa.
- Você sabe que a ama - disse-me minha esposa um dia, pegando-me de surpresa - a vida é muito curta, você deve dedicar especial tempo a essa mulher...
- Mas, eu te amo - protestei à minha mulher.
- Eu sei. Mas, você também a ama. Tenho certeza disto.
A outra mulher, a quem minha esposa queria que eu visitasse, era minha mãe, que era já viúva há 19 anos, mas as exigências do meu trabalho e de meus 3 filhos, faziam com que eu a visitasse ocasionalmente. Essa noite a convidei para jantar e ir ao cinema.
- O que é que você tem? Você está bem? perguntou-me ela, após o convite.
Minha mãe é o tipo de mulher que acredita que uma chamada tarde da noite, ou um convite surpresa é indício de más notícias.
- Pensei que seria agradável passar algum tempo contigo - respondi a ela - só nós dois; o que acha?
Ela refletiu por um momento.
- Me agradaría muitíssimo - disse ela sorrindo.
Depois de alguns dias, estava dirigindo para pegá-la depois do trabalho, estava um tanto nervoso, era o nervosismo que antecede a um primeiro encontro... e, que coisa interessante, pude notar que ela também estava muito emocionada. Me esperava na porta com seu casaco, havia feito um penteado e usava o vestido com que celebrou seu último aniversário de bodas. Seu rosto sorria e irradiava luz como um anjo.
- Eu disse às minhas amigas que ia sair com você, e ficaram muito impressionadas - comentou enquanto subia no carro - elas nem podem esperar para escutar a respeito de nosso passeio. Me aguardam amanhã.
Fomos a um restaurante não muito elegante, mas, sim, aconchegante. Minha mãe se agarrou ao meu braço como se fosse "a primeira dama". Quando nos sentamos, tive que ler para ela o menú. Seus olhos só enxergavam grandes figuras. Quando estava pela metade das entradas, levantei os olhos; mamãe estava sentada do outro lado da mesa, e me olhava fixamente. Um sorriso nostálgico se delineava nos seus lábios.
- Era eu quem lia o menú quando você era pequeno - disse-me.
- Então é hora de relaxar e me permitir devolver o favor - respondi.
Durante o jantar tivemos uma agradável conversa; nada extraordinário, só colocando em dia a vida um para o outro. Falamos tanto que perdemos o horário do cinema.
- Sairei contigo outra vez, mas, só se me deixares fazer o convite - disse minha mãe quando a levei para casa. Concordei.
- Como foi teu encontro? - quiz saber minha esposa quando cheguei aquela noite.
- Muito agradável... muito mais do que imaginei...
Dias mais tarde minha mãe faleceu de um infarte fulminante, tudo foi tão rápido, não pude fazer nada. Depois de algum tempo recebi um envelope com cópia de um cheque do restaurante de onde havíamos jantado minha mãe e eu, e uma nota que dizia:
"O jantar que tivemos paguei antecipado, estava quase certa de que poderia não estar ali, por isso paguei um jantar para ti e para tua esposa. Jamais poderás entender o que aquela noite significou para mim. Te amo".
Nesse momento compreendi a importância de dizer a tempo: "TE AMO" e de dar a nossos entes queridos o espaço que merecem; nada na vida será mais importante que Deus e tua família, dedique tempo a eles, porque eles não podem esperar.

nb disse...

Hoje amo-te, mais que ontem e menos que amanhã.