quinta-feira, 16 de julho de 2009

O VALOR DE UM BEIJO



Olá a todos vós meus amigos. Parece que o meu último post, suscitou algum movimento e então aqui estou eu como que na continuação do "FALEMOS DE SENTIMENTOS", porque alguém e com toda a razão, me lembrou, que eu não falei em algo, que de tão importante, torna-se mesmo obrigatório falar dele, que é realmente "O VALOR DE UM BEIJO", na vida de cada um de nós. Como realmente concluí que um beijo, é algo que todos nós, já o vivemos decidi deixar aqui um texto, que me parece muito apropriado para o momento.

"O VALOR DE UM BEIJO"

Vou tentar, calcular o valor de um beijo,
para tentar saber, quanto vale a saudade.
Quero uma calculadora, que me mostre o valor de AMAR.
E quanto vale, cada momento de felicidade.
Primeiro, adiciono, duas mãos, que juntas se entrelaçarão.
Acrescento um abraço, muito carinhoso.
Vejo se, dois olhos brilham em plena escuridão,
e multiplico, palavras ditas de um modo carinhoso.
Mas antes desta hora chegar,
tentarei lembrar-me, de palavras em quantidade,
que foram necessárias, para nesta prosa somar.
Para que chegue, até este momento de verdade,
tentarei listar e acrescentar, os passos de uma longa caminhada.
Que musa e poeta trilham até chegar aquele lugar.
Tentarei calcular o brilho de uma noite quase enluarada
E das poucas estrelas que estavam no céu a brilhar.
E diante de tamanha imensidão, ainda não somada
Somarei dois lábios que acabaram por se encontrar
Já não importa qual era a hora registrada
Destas duas pessoas no palácio do amor agora entrando
Veio um, dois, três e uma sucessão de delícias,
provadas à meia-luz, sem qualquer falta de respeito,
braços que encontraram costas e onde se fazem carícias.
Para que aquele encontro, fosse mais que simples impacto.
A musa, então recém descoberta, ainda não queria acreditar
Que estava sendo responsável, pelo início de uma grande paixão.
Seus pés só faltaram do chão levantar,
enquanto tentava reencontrar o seu coração.
Que sem querer agora, pois estava nas mãos do poeta,
e que ele docemente devolveu antes ir dormir
Ela ainda chegou a perguntar:
...mas que hora, ainda é esta????
De encontrar alguém especial e ele logo, ter que partir?
No outro dia a intensidade do seu desejo, somente aumentou.
E novos olhares, foram então revelados, com terna brandura,
pouco se pode falar, ninguém ao menos argumentou,
a razão de estar envolvido em tanta candura.
Outros episódios, após este, vieram à acontecer,
Musa e poeta sonham somente com a próxima oportunidade de se amar.
Cada novo dia, cada novo amanhecer,
é mais uma chance, daquele primeiro e longo beijo, reiniciar
Por tudo isto tentei em vão, até agora
O valor do beijo da minha musa calcular
O que eu sei é que eu não vejo a hora
De ter a chance de dizer AMO-TE, pessoalmente e não parar de a beijar....

Bom e agora que já concluí o meu post anterior, deixo aqui, a todos aqueles que são meus verdadeiros amigos, um grande beijinho, por tudo que me têm mimado, apoiado e para todos aqueles que nunca se esquecem aqui das Anas, nem de mim, o meu muito obrigada. Beijooooooooooooooooooooooooos.
PAULITA

4 comentários:

Déia disse...

Beijo, algo tão íntimo e tão natural..
Algo que precisamos ter uma certa afinidade, senão, fica no aperto de mão!
Tem beijo estalado, que faz barulhão, tem beijo melado, de criança que comeu doce...beijo de mãe, de pai..de amigo.. mas o melhor.. beijo é o de amor...

Ana disse...

Li algures na net um comentário muito engraçado que vou deixar aqui:-) "Os homens dão mais valor ao beijo de língua, enquanto para as mulheres não é o tipo de beijo mas a sua quantidade que conta".
E não é que eu concordo:-) Nós as mulheres adoramos beijinhos, são uma forma muito boa de manifestar carinho. É uma delícia dar e receber beijinhos não concordas também Paulinha?:-)
Pronto adorei o teu texto achei-o fantástico, e adorei aquela "pimpolha do retrato" também apetece dar-lhe uma grande beijoca:-)
E por falar em beijinhos, envio-te "resmas" de beijinhos e que tenhas uma noite muito feliz repleta de sonhos lindos "cheios" de beijos bem doces:-)
A "maluquete" da tua amiga Ana Paula:-)

PAULA CRISTINA disse...

O valor de um beijo Paulita, está no sentimento, que esse mesmo beijo nos faz entregar ao outro. O beijo de uma mãe, que deposita um grande amor na face do filho, o beijo de filho, que deixa uma sensação linda quando depositado na face de uma mãe, o beijo cheio de amor que um homem dá na sua apaixonada. Só mesmo tu, para fazeres ressaltar a importância de um beijo. Sabes que cada vez mais, se esta a banalizar o valor de um beijo?
Hoje em dia, todos beijam todos, antigamente um beijo dava-se só aqueles de quem se gostava, mas hoje, banalizou-se o beijo, ao ponto, de se conhecer alguem e vão logo dois beijinhos.
Mas entendi o valor do beijo de que aqui falaste minha amiga. Falas certamente, dos beijos que dás nas tuas Anas, nos teus pais, naqueles que têm a sorte de conviver contigo diáriamente. Eu já tive a sorte de receber alguns desses beijinhos, que só tu sabes dar, mas a nossa amizade já é longa. De qualquer modo, adorei este post e deixo-te aqui um beijo meu, para ti e para as tuas Aninhas.

LUIS MENDONÇA disse...

O valor de um beijo fala só ele pelo queé. Se dado com honestidade, é sempre bom, se dado com falsidade, é o chamado "beijo de Judas" e desses, Paulita queremos é distancia. Um beijo muito amigo, minha doce e querida amiga. Apareço pouco, mas venho sempre cá, percebes????