sexta-feira, 31 de julho de 2009

SEJA VERDADEIRO


O mês chega hoje ao final, e como estou a ter um fim de semana especial, decidi, vir aqui e deixar uma pequena lenda que encontrei, ao acaso, mas que não deixou de me surpreender, pois cada vez mais se lida mais com dois tipos de situações:

1- A falta de verdade, da parte das pessoas.

2- E a desistência fácil, com que as pessoas, deixam para trás aquilo, que se propõem a fazer e não conseguem logo de imediato. Deixo aqui a história:

Conta uma lenda que um príncipe iria ser coroado imperador. Mas, de acordo com a lei, ele deveria casar-se. Sabendo disso, o rapaz lançou um desafio, entre todas as raparigas do reino que se haviam apresentado, no palácio nessa noite:

-Darei, a cada uma de vocês, uma semente. Aquela que, dentro de seis meses, trouxer a mais bela flor tornar-se-á minha esposa.
O tempo passou e uma das jovens, a mais humilde delas, apesar de não ter tantas habilidades na arte da jardinagem, cuidava de sua sementinha com muita paciência e ternura, pois sabia que, se a beleza da flor surgisse na mesma extensão do seu amor, ela não precisaria ficar preocupada com o seu resultado.

Os três primeiros meses passaram-se e nada germinou. Ao expirar o prazo determinado, ela não havia conseguido, pois a flor não nasceu.

Consciente do seu esforço e dedicação, compareceu no palácio, na data e na hora combinada. Ela era a única, cujo o vaso de flores estava vazio. Todas as outras pretendentes levaram, cada qual, uma flor cada uma mais bela que a outra.

O príncipe observou cada uma das raparigas, com muito cuidado e atenção, e anunciou que a jovem que trazia o vaso vazio fora a escolhida. Seria essa a sua futura esposa.

Ninguém compreendeu o porquê de ele ter escolhido, justamente aquela que nada havia cultivado! Então, calmamente, ele esclareceu:

-Esta foi a única que cultivou a flor que a fez digna de se tornar uma imperatriz, a flor da honestidade, pois todas as sementes que entreguei eram estéreis. Daí ser impossível, alguma delas poder germinar.

Façam como esta jovem humilde. Acreditem nas suas ideias, dediquem-se aos seus projectos e hajam sempre com transparência. O resultado só pode ser O SUCESSO.

NUNCA DEVEMOS DE DESISTIR DAS NOSSAS IDEIAS!

Sem nunca desistir dos meus ideais, aqui deixo este post, bem leve a fim de me poder redimir do tal post que eu publiquei e que toda a gente fala, ainda um pouco. Deixo a foto de uma rosa vermelha que por acaso é muito parecida com uma, que me foi oferecida hoje.
Um beijinho.
PAULITA

5 comentários:

CRISTINA disse...

Paulita:

Todos os gestos têm o significado que as pessoas lhes dão, mas por vezes podemos prever a reacção daquelas que os recebem...

Rosas:
As rosas representam o amor mas cada representa um significado especial:

* Rosa Vermelha - amor, paixão

Sem dúvida que a mereces-te amiguita. Fico feliz por ti. Quanto ao ser verdadeiro, é um desafio que todos deveríamos fazer a cada um de nós. E o ser lutador pelos nossos ideais, seria o outro desafio a fazer também. As coisas constroem-se com sacrifícios, com luta, com muita coragem. Adorei como sempre o teu post. Um beijinho.

ROSA DAS NEVES disse...

Lindinha....

Simplesmente, eu a Rosa

Rosa vermelha, branca e amarela
A rosa simplesmente rosa
Cantada em verso e em prosa
A rosa que enfeita e que alegra.

Pelos campos, igrejas e nas festas
Entre todas as flores escolhida
Sempre formosa e mais bela.

É lembrada nos dias de festas
Sua pureza e beleza sem fim
Para as mães é oferta singela
Onde a procuram pelo jardim

Quanta ternura demonstra a rosa!
Quanta beleza nos vem invejar1
Sua presença é paz e carinho
Que a todos se deixa encantar.

Seu perfume puro e adocicado
Numa manhã cheia de orvalho e cor
Não só encanta a natureza viva
Como dá vida à tristeza e à dor.

Tu sem duvida és um verdadeiro, "SER VERDADEIRO". Nunca ninguém te pediu ajuda que tu não estejas disponível. Eu falo por mim amiga, que jamais te poderei retribuir tudo o que me tens feito.
Bjokitas, para ti e para as Anas.

ISABELLA disse...

No teu cantinho, sempre aparece uma post giro, original e sempre com uma mensagem, a transmitir a cada um de nós. Este texto aqui publicado, confesso que já o conhecia, mas o engraçado é sempre a volta que consegues dar ás coisas, de modo a fazer-nos pensar que nem sempre agimos, segundo os nossos princípios. Adoro-te amiga. És um ser, sem dúvida fenomenal. És uma rosa no jardim de todos aqueles a quem consideras de amigos. Um bjo Paulita.

Ana disse...

Olá Paulita boa tarde!
Parabéns pela magnífica história, porque não conhecia. Será linda para contar um dia aos meus netos quando entenderem melhor o significado de certas palavras.
Ser verdadeiro é por vezes difícil mas penso que se consegue ser desde que queiramos, é evidente que não podemos agradar a todos, e por vezes para não entrarmos em conflito calamo-nos e não expressamos aquilo que sentimos, mas não entendo isso como não se ser verdadeiro.
Por vezes sinto-me cansada, doente, e evito transmitir o que sinto, mas se me perguntarem não escondo a verdade, também quem me conhece, vê logo que não estou bem, pelas minhas palavras ou pela expressão do rosto.
Desejo-te um excelente fim-de-semana.
Beijinhos,
Ana Paula

José Manuel disse...

O ser verdadeiro, vem cá bem do fundo. Nem todas as pessoas conseguem ser verdadeiras, ao ponto de assumirem os seus fracassos. Nesta história, que até poderia ser um retrato da vida real, alguém se sentiu mais esperto que os outros e tentou enganar. Mas como a verdade vem sempre ao de cima, acabou por vencer a honestidade e a lealdade, para com a verdade. Adorei Paulita, tu que és assim tão genuína, sabes bem o que é quando alguns seres hipócritas se cruzam no nosso caminho, o ter de encarar com aqueles que faltam á verdade. Um beijo, para ti e para as Anas.