sexta-feira, 6 de julho de 2007

REGRESSO AO FUTURO: PARTE INFINITA 6 DE JUHLO DE 2007



Batam palmas, abram alas, deixem passar a mais bela história de amor de que há memória. Três meses se passaram e a dor continua ali, três meses se passaram e a paixão permanece no peito daquele que ficou. Três meses que foram sentidos, pela ausência daquela que encheu, embora durante pouco tempo, a vida do nosso Paulo. Porque para os mais esquecidos a Vera deixou-nos sem se despedir faz hoje 3 meses. E isso é para lembrar agora e sempre.

Hoje “celebramos”, o amor do Paulo e da Vera num longo período de felicidade para ambos que foi trágicamente separado por algo, para o qual ainda não existem explicações. Um dia que se estenderá por semanas, meses, anos, décadas. Um sentimento tão bonito e tão forte que enche este blog com esperança de fé que, esperemos, um dia ambos se voltem a encontrar de novo e viver novamente de alegria.

No quotidiano das nossas vidas e para os crentes, reclamamos com insistência um regresso ao passado, tentando reviver momentos que achamos serem importantes e acabamos sempre por esquecer que o futuro nos reserva as surpresas mais agradáveis que possamos imaginar.

Regressar ao passado não significará por si só, momentos de sucesso e o próprio presente não é mais que um período transitório que medeia no passado e no futuro, pelo que os nossos esforços devem centrar-se sempre no futuro.

No presente regressamos ao futuro e projectamos momentos de felicidade, no futuro poderemos sempre regressar de novo ao mesmo futuro e projectar momentos de felicidade, ainda mais intensos. Precisamos de acreditar que de algum lugar do céu um anjo chamado Vera, zela todos os dias por um ser humano chamado Paulo.

Falava de uma linda história de amor, com dois intérpretes maravilhosos que se amaram de verdade e como tal no seu intimo desejam sempre que o dia seguinte seja de enorme felicidade para o seu parceiro amoroso. O Paulo só quer a felicidade da Vera … a Vera ama o Paulo e luta todos os dias, para que ele seja feliz, do sitio onde ela se encontra.

Uma história assim só pode ser celebrada a todos os momentos, ficando aqui o momento simbólico da sua revelação, o qual se estenderá pela imensa eternidade dos seus verdadeiros heróis.

Para o Paulo e para a Vera, um miminho especial e um agradecimento pela linda história de amor que serviu de tema, para este post, que eu Pedro Mendes, membro do BERRO, decidi deixar aqui. Uma palavra de apoio, de fé, de coragem e de esperança que um dia entre vocês o reencontro vai acontecer de verdade.

De mim, Paulo, deixo-te um beijinho muito especial, com a garantia de teres sempre a minha amizade. Estes três meses foram passados a ferro e fogo, mas tu vais ter o teu reencontro com a Vera. Acredito na vida para além da morte e um dia vocês, serão muito felizes, nem que seja noutro espaço. Acredito em ti e no teu grande poder de viver. Um grande beijo da tua sempre amiga PAULITA.

Sì, tutto è la verità che cosa è scritto (tutto è VERO). Esta é do PEDRO. Fica bem. E aceita o nosso apoio.

131 comentários:

Paulita disse...

PARA TI Paulo, a ideia foi dizer-te o muito carinho que alguns de nos sentimos por ti, pelos momentos de desespero que só tu sabes estar a passar. Espero ver-te no BERRO, com esse teu profissionalismo que te é caracteristico. Espero ver-te lá com esse teu sorriso fingido, com que costumas lá estar, tocando maravilhosamente bem. Um grande abaço e beijo da PAULITA.

nuno disse...

07-07-2007
Que mensagem profunda. A capacidade que ela tem de nos fazer ver a morte com outros olhos, é simplesmente, impressionante. É a pura realidade transcrita de uma maneira leve e real.Só pode ter sido elaborada por um espírito iluminado que nos ensina, através de uma realidade recheada de mistério, que aceitar a morte é despertar para uma vida, onde Deus teve o cuidado de manter em segredo, porque como seres humanos, se conhecessemos a verdade de imediato, nos corromperíamos. É divino saber que despertaremos em outra dimensão, livre deste corpo pesado, e estaremos a cada dia mais perto de Deus, Parabéns.

sónia disse...

Por mais que se estude ainda é um impacto muito forte em nossas vidas a perda de um ente-querido, sabemos que tudo não acabou mas que aquela presença visivel nos faz falta, faz nove meses que alguém que eu amava partiu porém vivo buscando força em DEUS, só ele pode nos confortar. Um bjo. Belo post. Muito digno, muito humano.

ISABEL disse...

VOCÊS SÓ TÊM NOÇÃO DO TAMANHO QUANDO PASSAM POR ESSA PROVAÇÃO. PERDERMOS ALGUÉM QUE AMAMOS E VIVERMOS COM A PRESENÇA CONSTANTE DELA EM NOSSOS CORAÇÕES. ATRAVÉS DE SONHOS E DE MENSAGENS, CONFORTAM MAS NÃO FAZ O CORAÇÃO PARAR DE DOER. CORAGEM.

marta disse...

Meu DEUS:
esta mensagem mexe com a alma, no entanto a melhor coisa a fazer e aproveitar a vida, não esperando o dia de amanhã... tudo passa, no entanto faça o melhor de si, para garantir a sua partida com sucesso...para quem fica é uma ferida profunda que mexe connosco para sempre. Um grande bjo.

angela disse...

Queira Deus que eu saiba aceitar melhor a morte de um ente querido. Sei eu que esquecer não conseguimos, mas Deus pode nos dar o conforto para procurar-mos entender que a morte não é o fim... espero eu que a partida seja a volta ao princípio, que um dia todos iremos nos encontrar novamente... Aquí estamos apenas de passagem, fomos enviados para cumprir uma missão. muitas vezes essa missão é interrompida pela mão sarcástica do homem. contudo, mesmo a perda seja a chamada de Deus, a dor fica, a dor exala e muitas vezes nos corrompe... Não tenho medo da morte, temo em perder alguém que amo, temo a fraquesa causada pela perda, a saudade, a presença , a falta da presença... creio eu que não existe dor maior que a dor de perder alguém querido, por maior que seja a força de vontade de aceitar a realidade, muitas vezes fraquejamos e o desespero chega até nós sem piedade. Só DEUS para nos fortalecer...

monica disse...

Deus chamou alguém que eu muito amava para junto dele á 05 meses, mas para honra e glória do Senhor, deu-me o Espírito Consolador e as mensagens de Deus enviadas pelo site fortaleceram-me bastante.Amém!

irene disse...

Perdi 2 pessoas amadas no ano passado e esta mensagem veio dar-me um pouco de consolo ao meu coração, a sensibilidade e forma com que foi escrita fez-me sentir muito bem, assim como me fez pensar também que um dia vou revê-los de novo e que eles não morreram mas estão em outro plano.Obrigada.

MARINA disse...

Ler esta mensagem traz um pouco de alento e resignação para suportarmos a infinita dor deixada pela partida de quem tanto amamos. Aquieta-nos os coração e faz-nos desejar, com toda o força do nosso coração que quem partiu e não podemos mais ver, tocar, sentir o cheiro, ouvir a voz tenha sido amparado e guiado no doce caminha que conduz ao Pai. LINDO POST.

ninita disse...

O texto é maravilhoso..Quem tem ouvidos de ouvir, ouca...Quem tem olhos de ver, veja...quanta verdade nesTa mensagem, quanto alento e a certeza de que continuamos sempre, aqui, ali, ou, em qualquer lugar... E olha á quanto tempo já se fala ou falou na dor de perder alguém, acreditem ou todos sofremos. Então porque não despertar para essas verdades maravilhosas??? Claro que o conhecimento através da razão nos faz menos doridos...aliás, são também palavras do Mestre; "Conhece a verdade e a verdade vos libertará..." que todos possam abrir a porta do coração para que as luzes do céu possam entrar como o hálito divino e perfumado de Jesus que nos alivia e nos acalma. Obrigado por enviar através do Pedro, palavras de coragem e bom ânimo. Eu acredito e sou feliz!!!

fátima disse...

Adorei a mensagem! Linda, profunda, acalenta nossos corações amargurados e nos dá esperança de esperar, pelo REENCONTRO, com aqueles, a quem Amamos e não queríamos ver partir. Obrigada.

mavilde disse...

Ola Linda.Perder alguém que amamos é como se perdessemos uma parte do nosso coração..a dor é enorme, mas ao mesmo tempo temos que tentar ultrapassa-la, tentar viver o dia a dia, com um sorriso no rosto e a lembrança no coração dessa pessoa que nos era tão querida. De certeza que ela te guia lá de cima e olha por ti. Um beijinho grande e bom fim de semana.

josé disse...

Para o Paulo, gostei muito da forma doce, sentida e bela em que o Pedro lhe presta esta homenagem a quem te foi muito querido e partiu, mas a sua chama está presente no coração de quem te amou e estará sempre contigo, no que de melhor tem para te dar! Abraço

lucia disse...

Acredito que as pessoas que nos são queridas, mesmo quando já não os vemos no plano fisico, continuam perto de nós, a sorrir...Beijos Mágicos

fernando ferreira disse...

Paulo, após ter lido o post do Pedro, em conjunto com a Paula, apenas me resta dizer-te que concordo com o mesmo na íntegra, pois já passei por uma situação idêntica, com o desaparecimento de dois entes queridos, em dois anos e meio e com muita tristeza, posso garantir que a dor atenua mas nunca chega a passar, com a ideia do Pedro, e com uma pequena ajuda minha, pois ajudei a fazer-lhe uma pequena correcção. Apesar de pouco falarmos, pois a Paulita tem mais geito para essas coisas de apoiar, quero enviar-te um grande abraço. Gostei de te ver ontem, mesmo calculando a dor que estarias a sentir.

bruna disse...

Quem sabe o que é ter e perder alguém, sente a dor que eu senti. Quem sabe o que é ver, quem ser quer partir e não ter para onde ir.
Parabéns Pedro. Disseste tudo, de uma forma muito séria. Um bjo.

luisa martins disse...

PAULO:
Já não tenho dedos para contar
De quantos barrancos despenquei
E quantas pedras me atiraram
Ou quantas atirei
Tanta farpa tanta mentira
Tanta falta do que dizer
Nem sempre é "so easy" se viver.

Hoje eu não consigo me lembrar
De quantas janelas me atirei
E quanto rastro
de incompreensão
Eu já deixei.
Tantos bons, quanto maus motivos..
Tantas vezes desilusão
Quase nunca a vida é um balão

Mas o teu amor me cura
De uma loucura qualquer
É encostar no seu peito
E se isso for algum defeito
Por mim,tudo bem .
tudo bem ;)
Jamais esquecerei o amor da minha vida, que tão novo partiu. Belo post Pedro Mendes. Bjo.

rui disse...

A frase chave eh "gostar de alguém eh, deixa-lo ir". Concordo plenamente! não podemos ser egoistas ao ponto de querer ficar com alguem, se isso implica o sofrimento fisico ou emocional do outro lado. Por vezes, há que pensar no que eh melhor para a outra pessoa, mesmo que para isso implique algo de "trágico". um beijo mto grande! Mas partir cheia de vida, nunca será justo. Pedro bom post o Paulo mereçe.

LEO disse...

HOJE CHORO CONTIGO A DOR DE PERDER ALGUÉM... AMIGA. ESTAREI SEMPRE AO TEU LADO. 3 MESES É TÃO POUCO. BJO.

cristina disse...

BELO POST PEDRO:

Chorando lágrimas de dor
Ao sofrer por amor
Dois apaixonados,
Amargurados
Sofrendo enamorados

Vai embora a alegria
Anoitece o meu dia
Vem a tristeza
E com ela a certeza

Partiste, sem avisar,
Não vou sorrir
Deixo a alma chorar
E o coração soluçar.

lena disse...

POBRE CORAÇÃO

Tristeza se avizinha,
Fico sózinha!
Olhos humedecem,
Lágrimas caem!

Coração entristece,
Dia que enegrece!
Chega a hora,
Vais embora!

Choro a tua partida,
Fico perdida!
Triste melancolia,
Alma sombria!

Despedaçado coração,
Cheio de solidão!

MARCO disse...

AS LÁGRIMAS CAEAM

Lágrimas caem.
Minha alma entristece
Minha voz se cala.
O mundo hoje emudece.

Eu não queria chorar.
Mas não consigo evitar.
Eu queria entender.
Por que amar é sofrer.

ANA disse...

PARTIDA

É quase hora de partir;
os primeiros raios de sol
aquecem nos viajantes
o desejo de ir embora.

Barcos balançam nas águas
ao ritual do recolhimento de âncoras.
Entre a tropa de viajantes
ecoa o som alegre da partida.
Malas viram cadeiras,
redes se alinham como bandeiras
num colorido festival;
tudo convida o piloto para o timão.

Da ponte de madeira,
vê-se a dança do adeus,
dos pares de mãos se distanciando,
e só o vento frio
penteia os nossos cabelos.

Regressamos às calçadas,
deixando para trás as cenas
de um rio abraçando barcos,
sentindo que amanhã,
nada será igual como hoje.

ZN disse...

SEM TÍTULO...

Eu amo tudo o que foi,
Tudo o que já não é,
A dor que já me não dói,
A antiga e errónea fé,
O ontem que dor deixou,
O que deixou alegria
Só porque foi, e voou
E hoje é já outro dia.

laura disse...

DESILUDIDA

Quando num futuro distânte
Você estiver sózinho,
Sentindo a amargura da solidão,
Lembre-se de alguém que te amou,
E inconscientemente te adorou,
Colocando-te num pedestal dourado.
Mas ao descobrir, seu coração
Amargamente chorou e a desilusão
Apagou em mim a alegria,
Encheu o coração de poesia,
Começou a escrever lembranças,
Sem Ter nenhuma esperança,
Só para sentir saudade
Do tempo de ansiedade.
Em que sorrindo surgistes.
E agora ficou tão triste,
Pois sorrindo partiste.
Mas tu, tiveste de partir e nada pude fazer. Apenas fiquei aqui, a sofrer e sem nada poder fazer.

linda disse...

Olá Paulo...
"Nunca deixe de abrir uma nova porta.
Por ela podem entrar amigos inesperados, amores verdadeiros,
aventuras inesquecíveis...
E não se esqueça principalmente, de manter a janela bem aberta.
Ela trará, ao fim de cada dia um lindo "pôr do sol".
Uma semana iluminada é o que lhe desejo.
Beijos e um sorriso.

SÉRGIO disse...

PEDRO:

Primeiro deixa-me dar-te os parabéns pelo blog. Está muito bem construido!

Quanto ao post, é daqueles posts que leio e fico sem saber muito bem o que dizer, está muito bem elaborado, bem conseguido e muito bem escrito, além de que o Paulo mereçe. Quando as coisas se tornam demasiado pessoais, fico sempre sem jeito para dizer o que quer que seja, no entanto, o sentimento de perda é-me familiar...parabéns Pedro, coragem Paulo. Bjos LINDINHA.

Abraço!

ivan disse...

Doi tanto perder alguém de quem gostamos... mas, o que recordo agora, das pessoas que partiram são os bons momentos... assim como tu recordas esses momentos, essas musicas que juntos gostariam de ouvir... Bjo grande. Belo post Pedro. Coragem de leão Paulo.

bruno disse...

A partida de alguém é sempre dificil...nunca irei aceitar. Tenho de viver com a ausência mas não aceito...assim como a ti te deve ser difícil fazê-lo.

MARIO disse...

Quantos sentimentos!!!!! lindo o que acabei de ler, se Deus a levou foi porque chegou a hora, quem sabe se assim não é feliz, nós nunca sabemos onde estamos bem.
Deus abre-nos o caminho, para que recordes sempre esse amor que devia ter sido lindo.
Com um bj grande e dizendo que adoro o teu blog, embora nem sempre venha comentar. Um bjo Paulita. Parabéns PEDRO, CORAGEM PAULO.

PATY disse...

Olá PAULO. só posso imaginar a dor que é perder alguém assim. Deve ser um sofrimento sem fim... uma correria para a policia... uma revolta por nos sentirmos impotentes perante a procura de um ente querido.

Obrigado pelo elogio.

fica bem :)

MARIA JOÃO disse...

QUANDO ALGUÉM VAI EMBORA:

Quando alguém vai embora, o dia, ainda que o sol brilhe e o céu esteja azul, fica cinzento, chuvoso, amuado. Um frio constante abaixa a temperatura do corpo, fazendo com que se fique encolhido e com o olhar perdido, como se tivessem apagado uma chama de dentro do coração. Chama esta que pode até voltar a se acender. Mas sempre haverá uma falha nela - a falha deixada pelo alguém que foi embora.

Quando alguém vai embora, para nunca mais voltar, a alma leva um grande choque, por mais que a cabeça entenda que tudo, absolutamente tudo nessa vida é provisório e passageiro, que os caminhos se cruzam e se descruzam, e que certas coisas são inevitáveis. Então, a alma se veste do mais suntuoso negro, recolhendo-se, e ficando vazia e triste. Às vezes, os olhos, as mãos, a boca vazam essa tristeza; outras vezes, não há ânimo nem para isso. E assim, vestida de negro, a alma contempla a vida, esperando a hora de voltar a sorrir, ainda que o sorriso tenha um traço leve de tristeza - o traço deixado pelo alguém que foi embora.

Quando alguém vai embora, o tempo castiga quem ficou. O dia tem mais horas, os minutos mais segundos, e tudo é mais demorado e difícil. Às vezes, sente-se a densidade dos momentos passando, quase tão pesada que se poderia tocar com a mão. E, nessas horas, chega-se a ter certeza que jamais se poderá seguir com a vida em frente com a falta tamanha que aquele alguém que foi embora faz. Mas a vida segue, e quem ficou segue com ela.

Quando alguém vai embora, quase sempre vem um arrependimento, e a sensação estranha de que não há mais chances. Fica-se pensando na conversa importante que não houve, na declaração que não foi feita, no carinho que se deixou pra depois, nos erros que foram cometidos, no desabafo que não foi externado, no amor que ficou para ser sentido, no tempo que era para ser vivido juntos e cheio de tantas coisas, e agora tem que ser passado em solidão. E tudo isso vai formando um nó que tapa a garganta, interrompe a respiração durante o sono, não te deixa comer e provoca uma sensação de abandono que só poderia ser deixada por aquele alguém que foi embora, porque cada história é única.

Quando alguém vai embora, quem ficou percebe coisas que antes não eram percebidas, e quanto mais o tempo passa, mais se percebe. Começa a fazer falta aquele olhar de carinho ou reprovação, aquela voz invadindo a casa, aquela obrigação quase chata de ter que dar um telefonema, aquele jeito de falar e abraçar; e no começo dá a impressão de que tudo isso ficará perdido em algum lugar inatingível. As datas especiais ficam doloridas. Os códigos que só podem existir entre uma e outra pessoa que se gostam ficam sem sentido. A voz daquela pessoa soa em momentos inesperados, e o coração dói levemente. E quem ficou percebe que ninguém pode tomar o lugar daquele alguém que foi embora.

Quando alguém vai embora, as dúvidas começam a rondar a cabeça, e a fé sofre um abatimento. Percebe-se que o mais forte dos homens, a mais abençoada das mulheres, o mais saudável ser, um dia, sucumbe. Percebe-se que a existência é frágil. Vem a raiva, a percepção da impotência, o medo. Duvida-se da vida, da morte, de Deus, das pessoas, do amor. Assim como vem, as dúvidas vão e voltam sem resposta, porque não há respostas. E tudo isso pode virar amadurecimento ou amargura, dependendo de como quem fica quer aproveitar a experiência de perder o alguém que foi embora.

A verdade é que o mundo todo acaba quando alguém vai embora. E não dá a menor vontade de reconstruir nada. Nada.

Quando alguém vai embora, normalmente, se tem o carinho dos outros que ficam, e, passando pela mesma dor ou não, se preocupam em ser um consolo. E os abraços, os carinhos, as palavras, as lágrimas solidárias, o calor da alma dessas pessoas vai começando a esquentar a alma fria de quem ficou, a fazer efeito e recuperar o coração quebrado. E é nessas horas que se percebe o valor que tem dividir a vida com muitas pessoas em todos os momentos, porque são elas, e não o alguém que foi embora, que vão ajudando a levantar e olhar para frente.

Quando alguém vai embora, quem ficou começa a trilhar uma estrada longa, que tem um nome melancólico - saudade. Essa estrada, a princípio, é enlameada, escorregadia, escura, esburacada; e muitas vezes faz cair, machucar, e quase desistir de andar. A dor é tão profunda, e parece estar enraizada em um lugar tão inacessível, que parece que nunca vai sarar. Mas ela sara. Aos poucos, ela sara. E aí chega a hora de deixar o tempo fazer seu trabalho. Chega a hora de sorrir de novo. De deixar as lembranças serem sómente lembranças. De tirar o manto negro da alma. E, de repente, a estrada, apesar de a cada dia ter mais uns passos de distância, vai se tornando cada vez mais leve, mais iluminada, bonita até. E quem ficou percebe que, na verdade, aquele alguém pode até ter ido embora, mas nunca deixou de existir, e isso é uma forma de vida. A mesma vida que segue por tantas outras estradas que vão se cruzando, descruzando, e nunca voltam. E percebe-se que só se tem a agradecer a oportunidade de ter estado com aquele alguém que foi embora, mas sempre estará presente, de alguma forma. E então vem aquela paz que só o amor de verdade pode dar.

Amiga querida, coloque a salvo o seu coração, porque não há como evitar a dor. Mas ela fica mais leve se você segurar nas mãos de quem te ama. Todos nós um dia passamos pela dor de perder alguém que vai embora. E todos podemos sobreviver, como você vai sobreviver.

MIMI disse...

O dito popular diz que a morte é a única coisa certa na vida. Mesmo assim, temos muita dificuldade em falar sobre o assunto, ou porque não conseguimos conceber nossa própria finitude ou por realmente não sabermos o que vem depois, o que nos causa medo. Para aliviar os sentimentos, quando da perda de alguém que amamos, nossa tendência é querer tirar da frente aquilo que nos causa dor. Mas conseguir isso é muito dificil, acreditem. UM BJO.

JOÃO disse...

A DOR É MUITA.
não consigo dizer nada, só sei que a dor é grande. A perda da minha companheira é dura de se viver,sinto muito a sua falta e já la vão 2 meses que se foi. Eu amo tanto esta mulher que já não sei o que fazer, para atenuar esta dor. Se alguém por acaso tiver a cura para o sofrimento que me diga que já estou farto de sofrer na vida. Logo que tinha encontrado a mulher da minha vida ela se foi. É cruel e injusto! Há dias melhores e dias piores. Parece que aconteceu á momentos, sinto e vejo todos os passos até a ver sair e não voltar!Ninguém devia sofrer desta maneira. Obrigado a todos. Isto foi 1 desabafo que ninguém consegue tirar esta dor que sinto, só penso em ir ter com ela estar a seu lado para sempre. Nunca pensei que a vida me pregasse esta partida. Fiquem bem. 1 abraço!

Anónimo disse...

PAULO:

Posso imaginar um pouco o que sentiráS. Deve ser 1 dor enorme mas pensA que agora a tua VERA já não sofre.
Julgo que só pensando assim poderás ficar melhor.
Vái também escrevendo aqui no blog ou abre um blog teu com os seus desabafos.
Desabafar faz muito bem.
Aproveita a amizade da Paulita, ela é uma boa ouvinte e uma óptima amiga acredita.
Beijinhos
Parabéns Pedro, o teu post está fabuloso.
Ana

leonor disse...

PAULO, não o conheço, sei o seu nome pois a Paulita como grande amiga faz questão de não esqueçer os amigos, mas admiro-lhe o amor que ainda deve sentir pela sua menina. Um abraço solidário.

PAULA MARQUÊS disse...

Paulo, não posso imaginar como se sente nem há nda que lhe possamos dizer que atenue a sua dor.
Sei apenas que deve doer muito.
Tenha força e vá vivendo um dia de cada vez, lembre-se dos bons momentos que passou com a Vera e como ela gostaria que fosse feliz.
Aprecie o post fantástico que o PEDRO LHE PROPORCIONOU.
Um beijo,

nelson disse...

Torna-se difícil escolher palavras adequadas numa situação como esta e nunca dimensionando a sua dor pois tal não é possível. Nunca nada chega. E a dor é sentida de um modo profundo.
Posso talvez adiantar que esta Paulita, tudo fará para o PAULO, VIVER O MELHOR QUE PUDER, quanto ao Pedro, ele tem o dom da escrita e também com ele poderá contar. Estarão aqui dispostos a partilhar momentos de grandes alegrias que possa ter vivido com a Vera... uma porta aberta. Transponha-a como e quando desejar.

Bjs

susana disse...

Olá Paulo,
Sabe, às vezes, falar com ela, como se ela estivesse perto de si, pode aliviar. E principalmente, chorar é bom, para aliviar a dor da alma.

inês disse...

Olá, Paulo! eu posso imaginar como a dor que sente deve ser enorme, eu, na minha adolescência, perdi mãe, pai e o único irmão que tinha. Mais de 20 anos depois a dor continua, a falta sente-se...
eu tive algumas conversas comigo mesma e com DEUS e falei-lhe da presença do Pai, na minha vida, pois sem Ele tudo seria um caos.
para si escrevo estas palavras que não são da minha autoria, mas têm sido uma verdade constante na minha vida:

« PEGADAS NA AREIA

Uma noite eu tive um sonho...

Sonhei que estava andando na praia com o Senhor,

E através do céu, passavam cenas da minha vida.

Para cada cena que se passava percebi que eram deixados

Dois pares de pegadas na areia;

Uma era a minha e a outra do Senhor.

Quando a última cena da minha vida passou diante de nós;

Olhei para trás; para as pegadas na areia e notei

Que muitas vezes no caminho da minha vida

Havia apenas um par de pegadas na areia.

Notei, também, que isso aconteceu nos momentos mais

Difíceis e angustiantes do meu viver. Isso me aborreceu bastante,

E perguntei então ao Senhor:

"Senhor, tu me dissestes que, uma vez

que eu resolvi Te seguir, Tu andarias

sempre comigo, em todo o caminho, mas notei

que durante as maiores tribulações do meu viver

havia na areia, apenas um par de pegadas.

Não compreendo por que nas horas

que eu mais necessitei de Ti, Tu me deixastes."

O Senhor me respondeu:

"Meu filho, meu precioso filho, EU TE AMO e jamais

te deixarei nas horas da tua prova e tribulações.

Quando viste na areia, apenas um par de pegadas,

Foi exatamente aí que te carreguei em meus braços."

paulo m. disse...

oioi...

Paulo...a sua dor ninguém pode tirar.

Não há cura..o seu amor pela Vera está bem presente.

Tem de ir levando, com força e determinação...era assim que a sua companheira desejava.

A pouco e pouco a dor vai transformando-se em saudade, a sua memória vai recordar os momentos que passou a seu lado...as lágrimas, os desesperos, o riso, a felicidade que passou a seu lado!

Foi bafejado pela sorte...teve o prazer de viver algo que todos os mortais aspiram...o verdadeiro amor!

Parabéns ...e força

angie disse...

Pessoas vem e vão, esse é o ciclo da vida!! Penso que não está em nós compreender o porque de tanta dor..... mas as coisas boas ficam!! Um dia a dor vai e poderemos compreender o sentido.... quem sabe? Um dia agente aprende!!! Bjos.
Apenas já cá não temos a pessoa.

NUNOVSKI disse...

TUDO O QUE PEDES SE VAI REALIZAR ...O POST É LINDO ADOREI NUNCA PERCAS AS ESPERANÇAS O SOL VOLTARÁ A BRILHAR PARA TI, MESMO QUE DEMORE ALGUM TEMPO. MEREÇES O POST QUE O PEDRO TE DEDICOU.

SUSY disse...

PAULO, O PEDRO ESCREVEU ALGO EXCEPCIONAL...Pois k lindo msm está este teu post... nota 10000..... é lindo especialmente o fim onde ele diz...SÍ, TUTTO É LA VERITÁ CHE COSA É SCRITTO (TUTTO É VERO), aproveita e dá o sorriso da 1 vez... apesar de te dizer desde já que é muito complicado, mas não impossivel!! Força ai!!! JINHUX ESTRELANTES PARA TI!!!

soraia disse...

Essa dor da partida, um dia vai passar. Acredita, parece impossivel mas isso vai acontecer. Um dia vais recordar esse amor com o tal sorriso nos lábios e uma doce saudade. ObrigadOo por teres amigos como o Pedro que teve a coragem de fazer algo diferente. Guarda este amigo.

helia disse...

PAULITA:

Tão lindo! Adorei as tuas palavras deste post, que por acaso nem foram tuas, mas sim do teu amigo Pedro. QUE MENSAGEM LINDA ELE TRANSMITIU A TODOS NÓS. A ideia de fazer algo assim é inédita, e homenagear o Paulo e a sua Verinha foi uma ideia de LUZ, de gente iluminada acredita! Desculpa não te ter vindo visitar, há mais tempo mas tenho andado um pouco afastada do mundo dos blogs, a eterna falta de tempo....enfim! Deixo mil beijinhos!

JULIA disse...

Esta o maximo este site,... muitos parabéns... espero continuar a vê-lo crescer... e espero que continues a publicar, para que possamos ler...e encantar.nos com o que ta escrito... bjinhosssssss. O post do PEDRO É LINDO.

Anónimo disse...

Olá!
gostei muitó do teu post. Li em cada verso a dor de alguém que se encontra a sofrer bastante, por isso, resolvi deixar um beijinho e um pensamento do meu blog para te fazer reflectir, afinal escrever para um blog a dor de alguém é muito ousado... Fica bem.

Anónimo disse...

PAULO por tudo o que estás a passar e pelo post do Pedro, aqui deixo umas palavrinhas.Um beijo... de olhos fechados e com o meu coração encostado ao teu...

anocas disse...

Um beijo muito grande. Custa sempre perder quem amamos, principalmente quando e alguem que nos amava incondicionalmente. Foi esse o vosso caso Paulo e VERA. Uma coisa o tempo não vai acabar com o vosso amor ontem, hoje e sempre. Um bjo.

isa disse...

Só venho aqui deixar o meu pensamento. Aquele que morre fica para sempre no nosso coração, mais ainda quando é alguém muito intimo, coragem Paulo. Parabéns pelo post do Pedro foi espectacular mesmo. !
Beijos

tereza disse...

Estou com o coração muito pequenino ao lado desse grande ser humano.
Os espinhos vão continuar e picar e o coração terá sempre esse buraco que talvez se vá tornando mais pequeno à medida que outras vidas vão chegando.
Como eu compreendo. Quase 40 anos depois da partida da minha mãe, a dor e a tristeza nunca se foram embora mas vamos aprendendo e viver com elas. Coragem Paulo e parabéns Pedro. Um bjinho.

Um abraço apertadinho para quem está a sofrer tanto e para si muitas beijocas.

crista disse...

"Em algum lugar do passado
Você existiu para mim,
E eu já sabia
Que assim virias...

Em algum lugar do passado,
Fomos, nós dois,
Brisa fresca,
Rosas em flor...

Em algum lugar do passado,
Te amei,
Te guardei,
Você me amou e cativou...

Em algum lugar do passado,
Nos deixamos
Com a certeza do reencontro,
Como sabemos agora,
Que nos encontramos..."

Em algum lugar do passado,
Prometemos jamais nos esquecer
E, agora, no presente,
Carregamos sempre viva as lembranças
Deste tão sublime querer...

Em algum lugar do passado,
Fomos felizes,
Fomos amantes,
Como a flor e a raiz,
O mar e a areia,
Deste amor sem igual...

Em algum lugar do passado,
Dançamos com o vento,
Corremos pela praia
E tivemos sonhos vindouros
Deste amor infinito
Que jamais nos deixaria...

RICARDO MENDES disse...

A nossa paixão
Por vezes eu fico simplesmente., pensado em ti, fico imaginando o que será de mim sem ti!!! Se o teu mundo descambou, como tem sido a minha vida, será que tu estas nesse momento, vendo-me viver? Pensando em mim? Será que perdes horas relembrando o nosso amor? Será que ainda te lembras das prendas que eu te dei? Será que ainda existe nós? Queira deus que a tua vida, te dê a paz que levaste de mim. Como podes ver, fiquei sem ti, sem mim, sem nós.
O Nosso amor ficou reduzido em lembranças. O registo dos nossos momentos, ficara para sempre na minha mente. O teu perfume, os teus gestos, o teu sorriso os teus braços em meu corpo, tuas carícias, amor, meu corpo, minha alma tornou-se escrava da nossa paixão. E agora estás noutra dimensão, onde nem te posso tocar.
Entristece-me saber que eu tenha de te esquecer, não que eu queira! Mas porque assim tem de ser, para que as rosas continuem a florescer, para voltar a cantar canções que falem sobre amor, para haver razões para me tornarem a fazer sorrir, para que o sentimento que agente sentiu não se torne em algo desagradável, para que possamos amar desvairadamente, mesmo que em fantasia, poie eu irei sempre amar, amar, porque a exercia do amor não se perde em uma relação linda e apaixonada como a nossa.
Porque ainda há barcos a navegar a deriva no mar, há estrelas no céu e porque existe sempre uma possibilidade de se formar um arco íris, mesmo que eu não o veja, porque os pássaros cantam e as borboletas encantam, porque ainda não vi uma sereia, nem anjos ou Vénus que sejam parecidas contigo, porque a minha alma continua a sonhar e os meus sonhos são pedaços de imaginação, que não presidem, da tua escrita para que juntos possamos escrever o diário da nossa paixão. E tu partiste, apenas me deste um beijo e nunca mais me olhas-te. E eu continuo a amar-te meu amor. Força Paulo, parabéns Pedro por este fantástico post. Parabéns querida por o publicares. Um bjo.

dulce crespim disse...

O Tema é profundo o sentimento é latente, gostei muito... Tens perspicácia e feeling isso é muito importante...escreves muito bem Pedro, agora pergunto, onde tens andado?
Paulita, este tema é muito arrojado e felicito-te por ele.
Desculpa-me pela intromissão é só uma dica para que possa aprimorar ainda mais o teu dom...
Bjussssssss
~;-)

Anónimo disse...

Bem profundo gostei bastante parabéns!!!Este post está espectacular, parabens a quem escreveu e a quem publicou. Ao homenageado, sinceros votos de coragem.
Renato Agostinho

Anónimo disse...

Sabes há tantas coisas., que a gente tem por vezes a dizer a uma namorada ou a um namorado que é impossível dizer no momento, por uma carta ou simplesmente por telefone, e as palavras, vão ficando presas no nosso coração, até que um dia mesmo que já não se aplicam ao contexto, tu decides soltá-las, mas deparas-te que a outra pessoa partiu deste mundo e nunca mais regressará, então com uma grande coragem deitas fora o que devias ter feito antes, mas faltou a oportunidade e espero que seja o teu momento, usa um papel com alma e escreve sem medo, engana-te se for necessário, desde que a tua escrita contenha toda a dor e toda a beleza do amor que tu sentiste ou sentes. Fica bem obrigado pelo post, está excelente. Jocas

Marcio rodrigues

conceição disse...

Tua voz tinha o gosto do teu beijo,
Teu beijo era macio como tua pele,
Tua pele tinha a luz dos teus olhos,
Teus olhos tinham o cheiro do teu corpo,
Teu corpo tinha o som da tua voz,
Pensar em ti não faz sentido.
Pois tu partiste sem saberes que iria acontecer e sem teres tempo de me avisar. Deixaste-me só sem saber para onde ir. Cuida de mim. Belo post. Pedro nem todos têm a capacidade de se exprimir assim. Só mesmo um amigo da Paulita, para ser como ela, doce, meigo e muito humano.

RUBIM disse...

MOMENTOS COMO OS QUE TIVE

Luzes de Lindos Lábios,
Raios Tênues e Cristais,
Momentos de Desejada Dor,
Fantasias e Mágicos Sonhos.

És tão bela e insensata,
Carícias sem abraços,
Dores de belas canções,
Beijo, sensações.

Venero-a como uma flor,
Puras luzes obscuras,
Tua rara beleza.

Desejos como esse,
jamais terei.
Pensar em você,
não morro por quê?

Anónimo disse...

AGORA

Fúnebre momento hilário,
Percorre toques de olhar,
Calafrio, imensidão,
O contrário digo não.

Veias da imaginação,
Suar entre gestos,
Sublime a minha volta,
Corda, a toda hora.

Ventos que sopram calados,
Amaldiçoados, coitados,
Tempo, vago atado,
Correr, sangue intenso.

Eu mesmo perdido,
Tardio é meu vão,
Coração triste e oco,
Nem pensar em perdão.
Caramba, senso não há,
Palavras perdidas,
O que cita ação,
Intensa, revolta, agora.

(Rodrigo Capella)

Anónimo disse...

Saudade de ti

Uma música a tocar faz-me lembrar de ti. Um perfume igual ao teu faz-me lembrar de ti. A chuva que cai faz-me lembrar de ti. O som do silêncio faz-me lembrar de ti. Tanta coisa que me faz lembrar de ti e tanta que me faz esquecer, mas apenas por momentos. Eras tão intensa, tão presente, tudo à minha volta parece tocado por ti e isso aumenta tanto a minha saudade. A saudade do teu toque suave, o teu olhar terno, o teu beijo doce. E mesmo que te veja nos meus pensamentos, tantas e tantas vezes ou estejamos um periodo separados, como teve de acontecer, bate sempre uma saudade! Porque cada minuto longe de ti é uma eternidade, cada minuto longe aumenta a falta que sinto de ti, da tua pele, da tua boca, do teu corpo junto do meu. Porque és uma parte fundamental do meu ser, uma parte que me mantém viva. Mesmo sabendo que partiste.

Anónimo disse...

tragédia da multiplicação da dor
"É esta a inevitável matemática da tragédia e da multiplicação da dor. Há demasiada boa gente que morre um pouco ao perder alguém que ama. Uma morte gera duas, vinte, uma centena. É assim em todo o mundo."

Ben Sherwood in O espírito do amor

marina disse...

Um poema

Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.

O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado.

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.


Alexandre Oneil

Poema dedicado ao Pedro Mendes.

mafalda disse...

Quem não sofre de amor não ama!

Se eu pudesse deixar de amar
quem nunca me amou
Se eu pudesse ir buscar algum mal
a quem mal em mim sempre encontrou
Assim me vingaria eu,
se pudesse dar sofrimento
a quem sempre sofrimento me deu
Mas não posso enganar
o meu coração, que me enganou
Ao me fazer desejar
Quem nunca me desejou
Peço assim que me ajude a desamparar
Quem sempre me desamparou
Ou a perturbar
quem sempre me perturbou
Eu tento perguntar
A quem nunca nada me perguntou
Porquê que me esforço a cuidar
De quem nunca de mim cuidou
E assim sofro eu:
Porque não posso dar sofrimento
A quem sempre sofrimento me deu.

Pedro adorei-te. Amei-te mesmo.

CLAUDIA disse...

ADOREI O POST, ADOREI O PEDRO

Ao Coração que Sofre

Ao coração que sofre, separado
Do teu, no exílio em que a chorar me vejo,
Não basta o afeto simples e sagrado
Com que das desventuras me protejo.

Não me basta saber que sou amado,
Nem só desejo o teu amor: desejo
Ter nos braços teu corpo delicado,
Ter na boca a doçura de teu beijo.

E as justas ambições que me consomem
Não me envergonham: pois maior baixeza
Não há que a terra pelo céu trocar;

E mais eleva o coração de um homem
Ser de homem sempre e, na maior pureza,
Ficar na terra e humanamente amar.

[Olavo Bilac]

Coragem Paulo. Bjos Paulita, vemo-nos no Berro.

luisa lui disse...

PAULO, NEM SEMPRE TEMOS AQUELES QUE AMAMOS:

"...As razões do coração são as mais doces. O que é insignificante aos olhos do mundo, o coração considera importante. Para ele, uma flor é um tesouro; o orvalho é uma benção; um sorriso é a beleza em sua forma mais perfeita; e uma hora ao lado de quem se ama é igual a mil anos..."
CORAGEM, e tu Pedro completas os meus sonhos.

Anónimo disse...

DEDICATÓRIA

Tu que trazes contigo a energia da vida
E que a vida de novo, em rápido transporte
Implantaste em meu seio, - a fúnebre guarida
Dos meus mortos ideais, - animadora e forte;

Tu que o primeiro amor, levaste de vencida
E deste à alma transviada, outro rumo, outro norte,
Do áureo nicho em que estás, faze vir comovida,
A bênção desse olhar para os "Poemas da Morte".

Do deserto país que povoaste de sonho
Sê, lá do teu altar, a aureolada padroeira,
E aceita toda a fé que nos meus versos ponho.

Lua e Sol! A aclarar-me a sinuosa carreira,
Para o dia final sé tu meu sol risonho,
Sê tu meu doce luar na noite derradeira.

BERRO disse...

SEM TI AMOR

Passou. A vida é assim: é o temporal que chega,
Ruge, esbraveja e passa, ecoando, serra a serra,
No furioso raivar da indômita refrega
Que as montanhas abala e os troncos desenterra.

Mas o pranto, afinal, que essa cólera encerra
Tomba: é a chuva que cai e que a planície rega;
E a cada gota, ali, cada gérmen se apega
Fecundando, a minar, toda a alagada terra.

Também o coração do convulsivo aperto
Da dor e das paixões, das angústias supremas,
Sente-se livre, após, a um grande choro aberto.

Alma! já que não é mister que ansiosa gemas,
Alma! fecunda enfim nas lágrimas que verto,
Possas tu germinar e florescer em Poemas!

BERRO disse...

Naquele olhar em que moram meu sonho e guia,
E onde vou procurar tudo que almejo e quero,
Embalde busco a vida. A efêmera alegria
Do viver, não perturba o seu fulgor sincero.

Nada que for terreno e alegre cante ou ria,
Vive nesse altar de onde o bem supremo espero;
Mas há nele o perdão, graças de Ave-Maria,
Prenúncios de além-céu em cada raio austero.

Necrólatras que andais na eterna romaria
Dos túmulos, buscando algum sonho que o fero
Destino arrebatou de vossA alma sombria,

Vinde, eu vos mostrarei, cantando esta elegia,
Tudo que ainda sonhais, naquele olhar severo.

BERRO disse...

COMO EU FIQUEI QUANDO TE FOSTE

Todavia, você perdeu algo realmente: o seu sorriso.
Você ainda se lembra de como é sorrir com gosto?
Você ainda curte a luz do sol beijando o seu rosto?
E aquela canção? Nunca mais tocou no seu som.
Aliás, você hoje só toca o som da tristeza, que nem é estéreo, é som rasteiro.
Você já viu o seu cabelo? Parece palha quebradiça.
E o seu olhar, que antes era só aurora, agora ficou igual céu nublado de dor.
Você “acha” que perdeu, mas quem perdeu foi quem lhe ama.
Isso mesmo! Você deixou de brilhar e tirou a beleza que iluminava os outros.
Você deixou de sorrir e, com isso, baixou a auto-estima de muitos outros.
E agora, você só chora, e eles também. E o seu cabelo está horrível.
Você perdeu a cor: gostava tanto de azul, e agora ficou cinza...

É assim que se fica quando alguém que tanto amamos parte desta dimensão. Coragem para a vida. Aproveita esses teus amigos o Pedro e a Paulita e assim conseguirás ver que afinal a vida continua a ter cor de rosa e azul.

berro sonia disse...

TOQUES DE AMOR

Já ouvi dizer que o amor pode se desgastar.
Isso é balela!
Amor não cansa, só renova.
Se cansa, não é amor.
Quem abre a janela do coração
Vê flores em tudo.
É que o amor é igual à água:
Com ele não tem ressecamento.
O amor não tem idade.
Isso é verdade!
Mas ele amadurece o espírito.
Isso não é idade, é consciência.
Nem os poetas entendem o amor.
Eles só sentem.
E isso basta!
Só o amor compreende o amor.
Esses são pequenos toques de amor.
Foram extraídos da experiência dos poetas.
Que jamais morrem, sómente descascam.
Mas continuam amando e escrevendo...

Para o autor do post do Paulo e da Vera, que é um doce de pessoa. Como deves ser lindo, por dentro e por fora.

mónica disse...

OlÁ. Adorei todos os teus sussurros, deste em especial.Está simplesmente fenomenal o teu blog. Do post nem vou falar pois faltam-me as palavras,parabens, Pedro és genial.

MÓNICA disse...

Tantas lágrimas também deixei correr pela cara abaixo, não sei bem se era dor, ou medo se fosse dor, já partiste e ele permanece aqui. Medo?...do quê? Talvez de não te ter dito tudo enquanto tive tempo, o quanto te amava hoje ainda choro e muito, mas, acabei por perceber que não era de medo, nem da dor, mas sim de arrependimento de não te ter mostrado esse amor, que ainda aqui reside. Todos nós sabemos que doí muito perdermos alguem que nos é querido e este post retrata-o bem. PARABENS ADORO-TE PEDRO.

berro disse...

Escrevi um dia(há uns longos anos, mas parece que ainda foi ontem) um texto muito idêntico a este post, de igual modo, dedicado a alguém que perdi. Será coincidência?????????????
Um bjo lindinho, escreves muito bem.

nina disse...

É tão lindo, fica a certeza de que alguem partiu para sempre, mas nunca nos deixa, alguém de quem o Paulo gostava muito, foi embora, pode ter sido uma morte ou um grande amor dele que para ele significava quase tudo, a alegria e a felicidade. Poucos sabem o que se sente, porque só quem está na pele nestes momentos de verdadeiro sofrimento sabe quanto custa. Continua, é muita lindo aquilo que escreves****

ivan disse...

Que delícia de texto que orgulhará sempre o Grande Amor que partiu. Bem Haja. Só o facto de existirem pessoas com um coração destes e, a descrevê-lo desta maneira, já vale a pena viver! Continua sempre porque a Lua de Iluminará com os seus sussurros! Coragem Paulo, a vida segue em frente e este post está divino. Bem mereçes Paulo.

LAURINHA disse...

É verdade lindo....aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós! Apenas memórias e recordações de uma grande e valente mulher, guardo no meu coração! Ela infelizmente partiu mas para um mundo bem melhor e mais justo que aquele em que ela vivia, partiu mas as lembraças e a memórias ficaram! Tenho pena que as pessoas boas partam tão depressa e as más e que fazem e sempre fizeram sofrer ficam no mundo a continuar a vida! COMO A VIDA POR VEZES É INJUSTA PARA QUEM MERECIA TER JUSTIÇA ANTES DE PARTIR! Beijinhos gandões para um lindo como tu (",)

pedro disse...

Bonito tributo a quem partiu...partiu, mas continua presente nas nossas vidas tua. Um beijo. Um bjo e parabéns Pedro o Paulo mereçe.

berro disse...

Por vezes quando uma porta se fecha, há sempre uma janela que se abre; utiliza este lindo amor que tens dentro de ti para curar o teu coração, e quem sabe não encontres o verdadeiro amor que é dar e receber. Felicidades

sofia disse...

A vida é muito ingrata por vezes e por isso vemos muitas vezes partir as pessoas que nos são mais queridas, mas como tu dizes e bem, neste post dedicado ao Paulo, estejam onde estiverem vão olhar por nós...beijinhos.

berro disse...

A leitura destas linhas fez-me pensar que nunca tinha lido nada parecido. Pode ser um poema de despedida e alguém que partiu para outro lugar, mas li como um poema de despedida de alguém que morreu, alguém que nos é muito querido, e é isso mesmo, os nossos entes queridos depois de morrerem, velam por nós... sensibilizou-me ainda por o teres escrito e dedicado a um amigo. Parabéns.

PAULO ABELHA disse...

PAULINHA, PEDRO.....mais uma vez, Mto MTo obrigado!! Obrigado tambem a todos que deixaram aqui estas palavras lindas! Não tenho palavras nem tão pouco consigo explicar-vos o que vai cá dentro...sim, sem duvida a vida continua mas de que forma? As cores mudaram a sua tonalidade, como se diz aqui o meu sorriso está cá, tem de estar...mas é exterior! A vida continua mas muito vazia e baralhada. Nao fui nem serei o unico a passar por isto...na minha memoria parece que tudo aconteceu ontem, nas saudades já se passaram-se anos! Ainda sinto o cheiro dos lindos caracois dela, do sorriso que nao saía daqueles labios, e muitas saudades daquele coraçao gigantesco que tinha sempre, sempre espaço e tempo para todos....Quem a conheçia percebe perfeitamente o que digo! A vida nao é justa.... A Todos um muito obrigado e um forte Abraço! Obrigado...

ana s. disse...

Estás aqui

Estás aqui, sinto-te. Estás aqui, fora de mim, dentro de mim, em tudo o que vejo e sinto. Estás aqui, não posso negá-lo, não quero negá-lo. Existes. Nasceste. És minha e eu sou teu. Entre nós, este elo inquebrável magoa, faz-me chorar. Entre nós, esta cumplicidade preenche-me, faz-me sorrir. Tenho um segredo, precioso, só meu e teu. Partiste, cedo demais deste mundo. Partiste, deixaste-me aqui, com a mente cheia de perguntas sem resposta. Partiste, atrás deixaste um rasto de dor, sofrimento e lágrimas. Partiste, e no teu lugar deixaste um amor verdadeiro e puro. Partiste, deixaste esta saudade que não morre, este desejo, esta vontade, esta certeza de que um dia vamos estar juntos de novo. Este vazio que tenho, que carrego em mim. Este vazio, este silêncio ensurdecedor. Este vazio que tu preenches cada vez mais, cada dia que passa. Este silêncio, preenchido pelas tuas palavras que já não oiço ditas, pelos teus gestos não vistos, pelos teus carinhos não sentidos. Sinto-te. Não posso explicar, quem entenderia? Estás aqui, como sempre estiveste. Estás aqui, lembrança do que não foi, memória do que poderia ter sido. Estás aqui, e isso chega. Chega para silenciar os meus gritos de revolta. Chega para aconchegar o meu coração atormentado. Chega para acalmar a minha alma ansiosa. Estás aqui, sinto-te. Não me importa o que os outros dizem. Não me importa se mais ninguém te vê como eu te vejo. Não me importa, porque sei que estás aqui.

angela disse...

Li este post e não resisti. Senti uma paz imensa e uma esperança renovada. As nuvens negras desaparecem lentamente. Tudo começa a melhorar. Ainda bem. Para todos um óptimo fim de semana! E claro, obrigado pelo carinho e apoio. PENSAMENTOS FELIZES!!!!!

berro disse...

Porque...

Porque foste, és e serás tudo aquilo que eu sempre quis
Porque o amor é eterno
Porque o amor vence tudo, até a morte
Porque me preenches, mesmo estando ausente
Porque és vida, amor e esperança
Porque me fizeste ver para além da dor
Porque sei que estás aí, ver-me
Porque me ensinaste a viver
Porque me fizeste ser uma pessoa melhor
Porque me escolheste para ser a tua companhia, durante algum tempo.
Porque sinto saudades do que estive tão perto de ter
Porque me deste forças para continuar
Porque hoje estou aqui graças a ti
Porque sei que um dia estaremos juntos de novo
Porque te amo Vera, é tão simples quanto isto.
(Para ti, meu anjo perdido e eternamente amado)

Bonito post que o Pedro te escreveu Paulo.

Anónimo disse...

Muita força é a unica coisa que posso desejar. Muita muita força... mais cedo ou mais tarde terás um outro anjo sem nunca esqueceres o que já tiveste. Beijos

Anónimo disse...

:( desculpa ter perguntado... nem consigo imaginar se quer como te deves sentir... espero que tenhas muita força para superar tudo isso ;) bjokas fofas*******

Anónimo disse...

Consigo entender-te tão bem, mesmo que não tenha vivido a tua perda. Pouco te posso dizer, apenas palavras de afecto que por certo de pouco te servirão. De toda a maneira, fica um beijo para ti, e um beijo de Alma para a Vera. ::)))

Anónimo disse...

Toda a força do Universo para superares a tua perda é o que te desejo. A Vera onde estiver sorrirá para ti e acalentará os teus sonhos. Beijo de coragem para ti e com doçura para a Vera.

Anónimo disse...

A dor expressa em lágrimas é um sinal de fraqueza?
Muitas vezes, as lágrimas devidas a uma perda são associadas a fraqueza e inadequação pessoal. O pior que o enlutado pode fazer é permitir que este julgamento o impeça de se expressar dessa maneira. Enquanto suas lágrimas podem ocasionar um sentimento de impotência nos amigos, família e cuidadores, é preciso que ele cuide para não se deixar inibir por eles. É possível que a pessoa que está preocupada com o enlutado tente, mesmo que de maneira sutil, por desejo de protegê-lo, evitar que ele chore, para protege-lo e a si mesma, da dor da perda. Ouvem-se frases como: ´As lágrimas não o trarão de volta´ ou ´Ele não gostaria de vê-lo chorar´ . No entanto, chorar é uma maneira natural de aliviar a tensão interna e permite que seja comunicada a necessidade de ser confortado. Mesmo com dados ainda limitados, há evidências de pesquisa que apontam que a supressão das lágrimas aumenta a suscetibilidade a distúrbios relacionados ao stress

berro disse...

Já perdoei erros quase imperdoáveis

Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
“quebrei a cara muitas vezes”!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi, e ainda vivo!
Não passo pela vida…
E você também não deveria passar!

Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é “muito” para ser insignificante.

(Charles Chaplin)

berro disse...

....Prós erros há perdão; prós fracassos, chance; prós amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.

Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

Anónimo disse...

Ola Paulita. Perder alguém que amamos é como se perdessemos uma parte do nosso coração..a dor é enorme, mas ao mesmo tempo temos que tentar ultrapassa-la, tentar viver o dia a dia, com um sorriso no rosto e a lembrança no coração dessa pessoa que nos era tão querida. De certeza que ele te guia lá de cima e olha por ti. Um beijinho grande e uma boa semana.

Anónimo disse...

PEDRO, gostei muito da forma doce, sentida e bela em que prestas homenagem ao Paulo e a quem lhe foi muito querido e partiu, mas a sua chama está presente no coração de quem o amou e estará sempre comele, no que de melhor tem para lhe dar! Abraço

Anónimo disse...

Acredito que as pessoas que nos são queridas, mesmo quando já não os vemos no plano fisico, continuam perto de nós, a sorrir...Beijos Mágicos

Anónimo disse...

Um texto carregado de dor e por mais que me contivesse uma lágrima teimosa rolava pelo meu rosto ao pensar na dor de perder uma companheira como o Paulo diz ter sido a Vera. Quero apenas deixar-te um beijinho muito, muito grande pois, com o teu post conseguiste expressar tudo onde, não há palavras para consolar ninguém que passe por esse tipo de dor.

sandra disse...

Palavras da Paulita, sempre em qualquer altura..."O valor das coisas não esta no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecivéis, coisas inexplicavéis e pessoas incomparavéis." Parabéns meu doce Pedro.

guta disse...

Oi!Esse amor tão sincero e que perdura na memória de todos vocês é muito comovente...É difícil recordar quem nós mais amávamos e que nos deixou...As memórias nestas épocas mais "marcantes" parece que redobram e nos acompanham ainda mais!Tenho a certeza que ele recebe todo o vosso amor,onde quer que esteja e que neste dia ele te acompanhou,como acompanha sempre!Beijinhos para ti Pedro e Paulita! Para ti Paulo muita coragem.

Anónimo disse...

"Aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós". Perante o que li fiquei sem palavras! Deixo um beijo enorme com carinho!

rita marques disse...

Olá amiga Paulita, este post veio confirmar o que eu já sabia.A tua imensa sensibilidade, o teu coração grande. É recheado de bons e grandes sentimentos. Perder alguém que nos foi querido é das piores dores que existem. Mas acredito que quem gosta de nós e parte, esteja onde estiver, estará a velar por nós. Ou pelo menos prefiro acreditar nisto. Beijinhos grandes. E parabéns ao escritor da altura. É simplesmente genial. Adoro-o.

amordemadrugada disse...

Gostei do ke li... e especialmente de seu astral...pra cima sempre...
muito bem!
Parabens SEnhora
Ofereço-lhe uma rosa

joão disse...

Gosto de ti quando calas porque estás como ausente e me ouves de longe e minha voz não te toca.
Parece que teus olhos houvessem saltado e parece que um beijo fechara a tua boca.
Como todas as coisas estão cheias de minha alma, emerges das coisas cheia de alma, a minha.
Borboleta de sonho, tu pareces com minha alma, como pareces com a palavra melancolia.
Gosto de ti quando calas e estás como distante.
E estás como a queixar-te, borboleta em arrulho.
E me ouves de longe, e minha voz não te alcança:
permite que eu me cale com teu silêncio agudo.
Permite que eu te fale também com o teu silêncio, claro como uma lâmpada e simples como um elo.
Tu és como a noite, calada e constelada.
Teu silêncio é de estrela, afastado e singelo.
Gosto de ti quando calas porque estás como ausente.
Distante e dolorosa como se estivesses morta.
Uma palavra, então, um sorriso são o bastante.
E fico alegre, alegre porque a verdade é outra.

Mimos para ti meu doce, deste sempre amigo.

costumer disse...

Ao perder a ti, tu e eu perdemos.
Eu, porque tu eras o que eu mais amava.
E tu, porque eu era o que te amava mais.
Contudo, de nós dois, tu perdeste mais do que eu.
Porque eu não poderia amar outra como amava a ti.
Mas a ti jamais te irão amar como te amava eu.

berro disse...

~~°~~°~~°~~°~~°~~°~~°~~°~~°~~°
Há erros que cometemos
Verdades que não conhecemos
Entre erros e verdades
Encontrei VOCE...
Talvez você seja meu
maior erro....
Mais a minha única
verdade é que eu..........
......AMO VOCÊ!!!!!!!!!!
~~°~~°~~°~~°~~°~~°~~°~~°~~°~~°

Para que o teu mundo Paulo, volte a sorrir e a brilhar.

susy disse...

Há muitas coisas em seu coração que você nunca deve contar a ninguém. Seria baratear o seu íntimo sair espalhando-as por aí.

Grande lição, os mais puros sentimentos devem ser fechados a sete chaves num cofre que todos temos ao qual tem o nome de CORAÇÃO. Lindo post Pedro, estás no meu coração.

maria josé disse...

Quando eu chegar sem nada dizer
e permanecer em silêncio,
por favor, entenda que só quero estar perto de você.
Se notar que estou a ponto de chorar,
não me diga \"não chore\".
Deixe que as lágrimas venham
e perceba que eu só não escondo meu pranto de você.
Se eu lhe disser que estou muito triste,
por favor, não diga \"não fique assim\".
Deixe que a tristeza se esgote em mim
e entenda que para você não preciso fingir.
Quando, finalmente,
eu abrir um amoroso e fortalecido sorriso,
abrace-me carinhosamente,
e diga: \"estamos juntos\"
e preencha-se de renovada certeza
de que quando os papéis se inverterem,
eu serei para você
o que agora peço que seja para mim.

Força Paulo. Bjos Paulita somos frequentadoras e conhecidas do Berro. Amo-te Pedro este poema é para ti.

CARLOS disse...

Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com freqüência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar.

(William Shakespeare).


Bjos Paulita. Força Paulo. Encontramo-nos no BERRO.

Anónimo disse...

“NÃO DEIXE O AMOR PASSAR"

Quando encontrar alguém e esse alguém, fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem de água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor.
...
Por isso, preste atenção nos sinais...
não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.
(Carlos Drummond de Andrade)

Não apagues isto, por favor em nome da homenagem aqui publicada ao Paulo.

deusa disse...

Amor não é se envolver com a "pessoa perfeita",
aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser."
(Mario Quintana)

Lindo post Pedro, deves ser um anjo com muito amor para dar. Força Paulo, bjos Paulita.

katy-berro disse...

A inteligência sem amor, te faz perverso.
A justiça sem amor, te faz implacável.
A diplomacia sem amor, te faz hipócrita.
O êxito sem amor, te faz arrogante.
A riqueza sem amor, te faz avaro.
A docilidade sem amor te faz servil.
A pobreza sem amor, te faz orgulhoso.
A beleza sem amor, te faz ridículo.
A autoridade sem amor, te faz tirano.
O trabalho sem amor, te faz escravo.
A simplicidade sem amor, te deprecia.
A oração sem amor, te faz introvertido.
A lei sem amor, te escraviza.
A política sem amor, te deixa egoísta.
A fé sem amor te deixa fanático.
A cruz sem amor se converte em tortura.
A vida sem amor...não tem sentido.

Para ti Pedro que és um amor, pois quem escreve um post assim só pode ser alguém que vale a pena amar. Posso amar-te?

karla-berro disse...

Amor é um fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que se ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade
É servir a quem vence o vencedor,
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade;
Se tão contrário a si é o mesmo amor?

(Luís de Camões)

Que Pedro, membro do Berro é que tu és? Gostaria de te poder vir a conheçer e talvez a amar-te. Posso?
Lindo post o teu, o Paulo mereçe, mesmo, também ele é lindo.

gisela-berro disse...

INVASOR AMOR

Tão surpreendente é o amor,
Aparece sempre sem avisar,
Muito insinuante e sedutor,
Depressa começa a enfeitiçar.
Encantador e também invasor,
Nem pede licença para entrar,
Começa a penetrar sem pudor,
Deseja o coração arrebatar.
E quando domina o interior,
Não é mais possível disfarçar,
O brilho do olhar é revelador,
O melhor agora é se entregar.

(Dennys Távora)

Amo-te Pedro.

mateus disse...

Por indicação de uma amiga, vim prestigiar o teu blog Paulita. São raros os que, como o teu, têm algo bacana para se ler. Parabéns, pela forma poética com que expressa os teus sentimentos. Agora falando do último post e de quem o escreveu, o Pedro, penso ser este o nome,
perdoe se me engano, mas você sofre de Amor, o amor que não recebe e também o amor que não pode dar!
Quanto ao seu post, felizardo daquele que reconhece e valoriza um bom amigo, pois foi o que fez com o Paulo.
It is well.
Um Abraço Fraterno!
Um bjo para a nina do blog.

maria berro disse...

Vou gritar para as estrelas que te amo, que não sei viver sem ti do meu lado...
Quando tu me tocas,
Levas-me para um mundo de fantasias,
Cheio de cores, onde não há mais ninguém além de nós
Quando tu me abraças todos os meu problemas vão embora e eu sinto-me segura como nunca antes estive... com teus beijos, posso viver a eternidade
Passo até a gostar da saudade.
Meu doce pecado! Sem ti a paixão é noite fria, e sómente um beijo teu faria, o amor amanhecer em mim!
Não precisas falar nada... Nossos desejos dizem tudo
Ninguém tem o gosto que tu tens!
Ninguém faz como a gente faz;

Que o tempo possa ajudar-te Paulo, pois só ele o pode fazer.

Anónimo disse...

Assim se formou a mais bela
das belas faces.
Como num riacho onde,
as pedras sao molhadas pela água,
onde os peixes se juntam, para um só lugar onde esta ela, parada, alí, sem dizer uma só palavra,
ela encanta, totalmente seu redor.
Séra uma perfeita? Um começo ou
talvez um grande Amor? Diz-me tu se souberes.

Sendo encantadora, a canção do silêncio, se passava e esta alí,
ela, parada, mostrando grande formosura.

Filipe Ribeiro

andré disse...

Do lado esquerdo da estrada
as plantas choram
pela madrugada.

Cada lágrima orvalhada
é redondinha e brilhante,
é pérola
e diamante.

Cada lágrima derramada
pelos olhos verdes da terra,
é uma árvore queimada
ali em frente,
do outro lado da estrada.
Se de um lado a terra chora,
do outro perdeu a vida...

Mas a lágrima chorada
vai atravessar a estrada
e a terra despida e sem nada
há-de ver-se renascida.

Porque as plantas
quando choram
cada gotinha de orvalho,
não é só por estarem tristes,
faz parte do seu trabalho.

Pelas gotas de orvalho que caem em tua vida dedico-te este poema Paulo. Avança com coragem, pois a vida prega-nos estas partidas a todos.

marco-berro disse...

MARCAS

O tempo deixa marcas
que o próprio tempo desfaz
e nós nem percebemos.
São cicatrizes doídas
vindas de tempos atrás,
e que, às vezes, merecemos.
Passa o tempo que passar
as lembranças irão ficar
de tudo que o tempo legou.
Hoje, todas amenidades
foram transformadas em saudade,
saudade de um grande amor.
Até as lágrimas caídas
das lembranças sentidas,
na certa, irão secar.
Embora, hoje, entenda
que me fizestes sofrer
sómente por me amar.
Nem toda lágrima
é chorada pela dor.
Há lágrimas que são de alegrias,
há lágrimas que são de amor...

Um abraço ao Paulo.

joka disse...

COR DA PAZ

Dobra o sino na igrejinha
do lugar onde nasci,
uma igreja toda branca,
cor da Paz que conheci.
Muitas flores pelas ruas
enfeitavam os jardins,
eram flores multicores
como a paleta a reluzir.
Aos domingos na igrejinha
minha Fé junto comigo,
na oração a esperança
de um dia estar contigo.
Essa Paz tão esperada
tão sofrida na exaustão,
tem no amor os devaneios,
anseios de uma paixão.
Hoje, canto em poesias
meu lamento tão tristonho.
Sinto a falta dessa Paz,
que não passa de um sonho.

Sinto falta de ti amiga. Porque partiste?

emilia-berro disse...

AMAR É ...

Amar é veneno com gosto de mel,
é ver partir ficando sozinho,
é sentir calor mesmo fora do ninho,
é deliciar-se com o sabor do fel.
É partilhar do pouco que se tem,
é estender a mão a quem não se deseja,
é suplicar alguém que proteja,
é viver a vida junto de alguém.
É a verdade bem mais verdadeira,
é a dor que não sentimos,
é a saudade, mesmo quando não partimos,
é brigar, apenas, por brincadeira.
É acreditar na pessoa amada,
é sorrir mesmo sem vontade,
é mostrar ao mundo sua felicidade
e desejar sempre a pessoa almejada.

Força Paulo. Bjos Paulita. Pedro adoro-te muito, amo o que escreveste.

MIKE disse...

ATÉ O PECADO

Para se amar não existe hora,
lugar, nem planejamentos.
Para se amar só existe o momento.
Para ser feliz, apenas, é preciso
que o amor prevaleça,
sobretudo, sem constrangimento.
O amor é o tesouro infinito
que não se afugenta com gritos,
há de haver só emoção.
Um gesto de carinho,
o meneio das nossas mãos
na carícia e na sedução.
Para se amar e ser amado,
mergulha-se até no pecado
de se amar à exaustão.
Mas para que esse amor
seja infinito e duradouro,
ame, mas, sómente com paixão.

Um abraço PARA OS TRÊS PAULA, PAULO E PEDRO.

nelson-berro disse...

Dor
De querer quem não vem
Dor
De viver sem seu bem
Oh, dor
Que perdoa ninguém
Meu amor
Não tem compaixão
Partiu
Oh, flor
Paixão
Amor que partiu
Tem dó de mim
Assim sem meu bem
Oh, vem perto de mim
Que sofro na solidão
Tão triste dor

Tudo de bom Paulo.

harita disse...

Quantas vezes fiquei nesta porta...
Quantas vezes esperei você entrar
Quantas vezes não quis acreditar
Quantas vezes pedi que fosse só um sonho
Quantas vezes chorei de saudade
Quantas noites passei em claro
Quantas não sei...
Meu Deus... Quantas vezes te perguntei...
Por que? Quantas?
Sempre em vão...
Quanto tempo? Fazem meses...
Mas parece que foi ontem
Que você partiu
E junto com você
Parte de mim morreu também
Hoje voltando atrás revendo
Amargando a dor
A saudade
Meu anjo
Minha amada,
Faz meses,
Mas é como se fosse ontem
Impossível disser que fechei a porta
Que não sinto mais saudade
Que não choro mais...
Só posso te disser...
Que um dia irei te rever...
Não sei quando nem como
Mas este dia chegará.

Que sensualidade neste post. Adorei.

marisa-berro disse...

SAUDADES

Quando você partiu,
Meu coração ficou pequeno!
Quase sumiu...

Você do lado de lá,
Eu do lado de cá!
Eu pensando em você...
E você pensando em mim...
Sempre a mesma coisa!
Toda noite era assim...

Com a ponta da caneta
Aos poucos eu ia escrevendo!
Cada letra era um beijo...
Cada palavra um desejo...
Cada frase uma saudade...
E mais e mais ela ia crescendo!...

Se saudade matasse...
Eu não mais existiria!
Ainda bem que você chegou em tempo!
E trouxe de volta minha alegria...


Um dia voltarás a sorrir. Bonito Post Pedro Mendes. Chegas ao coração das pessoas.

Anónimo disse...

Viver sem Ti
Meu amor, choro baixinho ao não te ver
E grito em silêncio dentro do universo do meu peito
A descomunal ausência dos teus braços
Risco e rabisco com a força da minha saudade
Porque descobri que não quero viver sem ti

Meu amor, tristeza é a falta dos teus lábios
E solidão é não ouvir a tua voz
Esse pranto parece eterno, tem ao menos dó de mim
E eu perdida em memórias me entrego à saudade
Porque descobri que não quero viver sem ti

Meu amor, ouve meu pedido soturno
‘ajuda-me a matar de vez esta dor’
Porque acabaste com as nossas linhas?
Pudesses tu retornar aos meus braços feitos de amor
Porque descobri que não quero viver sem ti

Marta Silva

orlando-berro disse...

Pedro, o seu post está divino. Muito lindo. Perfeito. Admiro suas escritas...
Paulita, o teu blog é simplesmente magnífico. Já sabes disso porque ja falei inúmeras vezes.
Um grande abraço!

claudia-berro disse...

Este post conseguiu transformar em beleza, uma saudade que nem sempre as palavras conseguem captar.

palucha-berro disse...

VIVER SEM TI, NÃO É VIVER

Viver, como é que eu posso acreditar na palavra viver
abrir os olhos e acordar
se tu não estas
eu ja tentei, não sou capaz.
De viver, por te perder fiquei perdida deixei de viver
por isso nada mais consigo
depois de ti apenas sei, dizer assim.
Viver sem ti não é viver
a vida assim, é ser sem ser
viver sem ti não é viver
é estar somente aqui por estar até morrer não é viver...
Viver, como é que posso imaginar
voltar a viver fechar os olhos e sonhar sem estares aqui
eu ja tentei, não consegui.
Viver, depois de ti fiquei sem vida deixei de viver
mas se quiseres que eu sobreviva
volta para mim sem ti eu sei, que morro aqui.
Viver sem ti, não é viver
a vida assim, é ser sem ser
viver sem ti, não é viver
é estar sómente aqui por estar até morrer não é viver...
Viver sem ti, não é viver
a vida assim, é ser sem ser
viver sem ti, não é viver
é estar somente aqui por estar até morrer não é viver...

Sei como te sentes Paulo. Adoro-te Pedro, és uma paixão, sorte a tua Paulita por este amigo tão verdadeiro.

JP disse...

Mais um texto que exprime essa tua sensibilidade e essa tua paixão! Obrigado por nos mostrares que é possível amar assim! Mesmo não tendo sido tu a escrever o post, conforme o assumiste, mas publicaste-o com muita coragem:)

carolina disse...

Andava eu a fazer umas pesquisas para um trabalho quando me deparei com este lindo post. Decidi parar para deixar os parabéns :)

ana paula marques disse...

Entrei sem pedir licença, a porta estava aberta e adorei o k li, parabéns pela tua escrita, é linda e profunda. Adorei Pedro.

Anónimo disse...

Escondido nos meus erros...Desaparecido no tempo...Eu estou e permaneço...Cada vez esta mais escuro...Apuderando-se de minha alma...Afinal que resta...Deste velho corpo...Deste coração sem ritmo...Senti-te amei-te...Deixei-te partir...Contigo meus sentimentos...Se foram...Nada resta...Ou puderei pensar...Que ficou algo...Em mim...Apenas tu me puderas responder a essa pergunta...!!!!