sexta-feira, 24 de outubro de 2008

SÓMENTE COM O TEU OLHAR



A alguém que escreveu este belo poema, com toda a sua sensibilidade e muito mas muito amor.

Sómente Com o Teu Olhar

Se alguma vez me souberes interpretar
Se achares que queres entender
Se entenderes falar
Se um dia me quiseres ver
Interpretarás
Entenderás
Falarás
Verás

Não há qualquer nevoa no meu rosto
Está tudo dito
Está tudo sentido
Está tudo profundamente guardado
Aqui neste cantinho
Neste poço sem fundo, aquecido
Naquele que quase explode
Quando fecho os olhos e te sinto
A chegar perto do meu mundinho
Aquele mundo que está esquecido
Mas que se preenche com um sorriso

O teu olhar
Jamais poderei esquecer
Aqueceste a alma que se estava a apagar
Libertaste o que me poderia prender
Sem dar conta, fizeste-me ver
Que a vida poderia estar a perder
A real vida, a verdadeira
Aquela que se vive sorrindo, quase como brincadeira

Para trás ficou a tristeza que sentia
Aquela mágoa, que ardia
E que me fazia cegar
Que deixava o meu peito sangrar
Agora tudo está novo, o sol brilha
Consigo sorrir, sem me sentir presa
Consigo ser eu mesma, com toda a certeza
Confiante na vida, confiante no dia

A barreira foi ultrapassada
Com aquele abraço que me deste
Que quebrou, fortemente como a espada
O gelo do meu peito, como foi que o fizeste?
Tens magia nas palavras
Não tens ressentimentos nem mágoas
Consegues comunicar
Sómente com o olhar

Sómente com o teu olhar...

Aviso já...Não aceito comentários. Apenas publiquei, porque tanta sensibilidade, não podia estar escondida. Este amor, tinha de ser publicado. E estes beijinhos que aqui envio têm de ser espalhados por todos vós. PAULITA.

5 comentários:

FOLHA DA AMIZADE disse...

PAULITA:

Folha da Amizade

Existem pessoas em nossas vidas que nos deixam felizes pelo simples fato de terem cruzado o nosso caminho.

Algumas percorrem ao nosso lado, vendo muitas luas passarem, mas outras vemos apenas entre um passo
e outro. A todas elas chamamos de amigo.
Há muitos tipos de amigos.

Talvez cada folha de uma árvore caracterize um deles.
O primeiro que nasce do broto é o amigo pai e o
amigo mãe. Mostram o que é ter vida.

Depois vem o amigo irmão, com quem dividimos o nosso espaço para que ele floresça como nós.

Passamos a conhecer toda a família de folhas,
a qual respeitamos e desejamos o bem.

Mas o destino nos apresenta outros amigos, os quais não sabíamos que iam cruzar os nossos caminhos.

Muitos desses denominamos amigos do peito, do coração.

São sinceros, verdadeiros; sabem quando não
estamos bem, sabem o que nos faz feliz...

As vezes, um desses amigos do peito estala o nosso coração e então é chamado de amigo namorado. Este dá brilho aos nossos olhos, música aos nossos lábios,
pulos aos nossos pés.

Mas também há aqueles amigos por um tempo, talvez umas férias ou mesmo um dia ou uma hora. Estes costumam colocar muitos sorrisos na nossa face, durante o tempo que estamos por perto.

Falando em perto, não podemos esquecer dos amigos distantes. Aqueles que ficam nas pontas dos galhos, mas que quando o vento sopra, sempre aparecem
novamente entre uma folha e outra.

O tempo passa, o verão se vai, o outono se aproxima, e perdem algumas de nossas folhas.

Algumas nascem num outro verão e outras permanecem por muitas estações. Mas o que nos deixa mais feliz é que as que caíram continuam por perto, continuam alimentando a nossa raiz com alegria.

Lembranças de momentos maravilhosos
enquanto cruzavam o nosso caminho.

Desejo a todos vocês e a ti Paulita, principalmente, folhas da minha árvore,
Paz, Amor, Saúde, Sucesso, Prosperidade...
Hoje e Sempre...

Simplesmente porque:
Cada pessoa que passa em nossa
vida é única. Sempre deixa um pouco de si
e leva um pouco de nós.

Há os que levaram muito,
mas não há os que não deixaram nada.
Esta é a maior responsabilidade de nossa vida

E é a prova quase evidente de que
duas almas não se encontram por acaso.

Que bom amigaver-te assim tão feliz. Que bom ver a doçura desse teu olhar, desse teu sorriso, desse teu gesto que fazes ao passares a tua mão nas nossas mãos. Um beijo grande querida e que bom ver-te feliz. Tens de aceitar o meu comentário. Por favor vá lá.

francisco disse...

PAULITA:

Quero ser na tua vida, um
amigo constante, que mesmo que
Estejamos distantes, possas sentir
A minha presença, que nada te tire
A certeza que nesta minha amizade,
Existe toda a beleza, que a
Faz ser para toda a vida,
Quero ser o teu sorriso mais belo,
O teu chão o teu céu, o infinito,
Ser o teu mundo, mundo perfeito,
Flor do meu jardim, teu raio de sol,
A tua luz, que te ilumina e conduz,
Quero-te tanto que não me canso, de
Procurar algo para te comparar, mas
Tudo fica mais pequeno quando tento
Explicar que preciso,
O que eu preciso é ter o teu sorriso.

Concordo amiga,são os verdaeiros amigos,
que dizem sempre presente, mesmo quando não os chamamos.

desejo-te um fim de semana bem fofinho, obg por me proporcionares a tua amizade.

Jokas

Paulo B disse...

Ai sócia até me arrepiei com o poema, quem o escreve transborda Amor e Carinho, presumo que te foi dedicado, se foi, olha que um Amor assim já é raro de ver...Um beijo e bom fim de semana

te disse...

A quem me deu perfume,
A quem me deu sentido,
A quem só me fez bem,
Ofereço uma rosa,
Aqueles que sorriram comigo, Aqueles que comigo partilharam lágrimas
Aqueles que souberam da minha existência
Ofereço uma rosa
Aos nobres do sentir
Aos ricos do viver
Aos imperadores do amor.
Ofereço uma simples rosa
Aqueles que simplesmente foram amigos
Que ternamente fizeram do silêncio sair sons,
Que cantaram comigo,
Que me olharam, e, me sentiram

A ti Paulita que hoje estás tão feliz, um beijo cheio de carinho e um ramo de rosas vermelhas.

ESPERANÇA disse...

PAULITA

Cruzei-me contigo aqui,
teu surriso cativou meu coração!
Através da minha partida,
nasceu uma força e que essa
mesma força possa crescer em teu coração!

Sonhei que um dia tudo mudasse,
que a luz e o amor invadisse nossos corações.

Tempo a tempo Deus e o céu
se encarregara de nos unir,
quando chegar essa hora ninguém
permanecerá sozinho.

Todos teremos forças
e unidos serermos alguém!